43º Dia Mundial das Comunicações Sociais

Na sua mensagem para o 43º Dia Mundial das Comunicações Sociais o Papa Bento XVI dirige-se à chamada geração digital começando por dizer que o potencial das novas tecnologias é um verdadeiro dom para a humanidade.

A facilidade de acesso ao telemóvel e computador favorece a ligação, comunicação e compreensão entre indivíduos e comunidades: famílias que se mantêm em contacto apresar de separadas, estudantes e investigadores que têm acesso às fontes e podem trabalhar em equipa estando em lugares diversos, formas dinâmicas de aprendizagem, amizades criadas e alimentadas que ciam comunidades e redes.

O desejo de comunicação e amizade está radicado na própria natureza de seres humanos, que assim respondem à vocação de Deus, do Deus da comunicação e da comunhão.

Fundamental é a qualidade dos conteúdos que as novas tecnologias põem em circulação. O Santo padre exorta os que operam na produção e difusão de conteúdos dos novos media a sentirem-se obrigados ao respeito da dignidade e do valor da pessoa humana: as novas tecnologias devem servir o bem dos indivíduos, evitando a partilha de palavras e imagens degradantes para o ser humano. Tudo aquilo que alimenta o ódio e a intolerância, que torna vil a beleza e a intimidade da sexualidade humana e explora os débeis e vulneráveis deve ser excluído.

O ciberespaço permite conhecer os valores e tradições alheias, contrapondo uma forma honesta e correcta de cada um se exprimir juntamente com uma escuta atenta e respeitadora: o diálogo é a busca sincera e recíproca da verdade para realizar a promoção do desenvolvimento na compreensão e na tolerância.

Falando das relações e amizades on-line o Papa diz que não podem existir à custa da disponibilidade para a família, para os vizinhos e para aqueles que encontramos no dia-a-dia: no trabalho, escola e tempos livres.

Bento XVI defende louva o aparecimento de redes digitais que promovem a solidariedade humana, a paz e a justiça, os direitos humanos e o respeito pela vida e o bem da criação.

Termina a mensagem exortando os jovens católicos a levarem o seu testemunho de fé para o mundo digital, recordando o exemplo dos Apóstolos que levaram a mensagem do Evangelho ao mundo greco-romano.

Deixar uma resposta