Cultura C e P

Tenho lido com muita atenção a tese do Pedro Arroja no blog Portugal Contemporâneo.

As leituras que tenho feito levam-me a concluir que mais do que o catecismo é no missal que encontramos a síntese da Doutrina Católica. Os missais são anteriores aos catecismos. Nunca a pregação foi separada da liturgia. Logo no dia de páscoa encontramos essa comunhão íntima no episódio dos discípulos de Emaús.

Comparando a liturgia católica com a liturgia protestante encontramos muitíssimas diferenças. A mais importante reside na celebração da missa: o ponto culminante e a fonte da vida cristã, para utilizar as palavras do Concílio Vaticano II, que não existe nas Igrejas protestantes cujo culto gira absolutamente centrado apenas na bíblia.

Há uma pequenno livro do beneditino Lambert Beauduin “La Piété de L’Église: Principes et Faits” que marca o início da reforma litúrgica que explica a liturgia como fonte da Vida da Igreja. Este livro que explica a missão da Igreja como caminho para levar os homens a viver a viver a superabundante vida de Deus.

Deixar uma resposta