Rosário

1º Mistério: A Anunciação

Cheia de Graça foi o nome que o anjo deu a Maria. Ela que tinha um coração puro e por isso capaz de receber a plenitude do Dom de Deus, Jesus Cristo, seu filho. à imagem de Maria somos convidados a despojar o nosso coração de todo o mal, a fazermos jejum de tudo o que é nocivo para a nossa vida, e assim poderemos encher o nosso coração da Graça, de Jesus Cristo. Senhor dá-me um coração puro.

2º Mistério: A Visitação

A felicidade não está em nós. Maria percorre cerca de 150 km e vai visitar a sua parente Isabel, que também estava para ser mãe. Vai para ajudar, para estar presente. A esmola não se resume a dar um punhado de moedas a alguém por pena. É sobretudo ir ao encontro das outras pessoas, ser para eles um anjo da guarda, protector, companheiro, ajuda.

3º Mistério: O Nascimento de Jesus

Um rei não nasce numa gruta, no meio da palha, entre os animais. Um deus não morre, não morre pelos crimes dos homens. Jesus entra na história para para transformar o mundo, para ser sinal de contradição. Como as flores na primavera vem para dar fruto. Eis que faço novas todas as coisas. É com este desejo de renovar a nossa vida com Cristo que vivemos este tempo de purificação.

4º Mistério: Apresentação no Templo

Jesus é apresentado no templo pelos seus pais. Assim se manifesta a certeza de que a família é um dom de Deus, de que a vida que nasce entre o casal é fruto da graça de Deus. Tudo vem de Deus, tudo é de Deus. A nossa consagração pelo o Baptismo leva-nos a confiar no Senhor, no projecto de vida para cada um de nós. A nossa vocação é sermos santos, viver em cada dia a Vida de Deus e levar essa vida a todos aqueles que encontramos.

5º Mistério: A Perda e encontro

Jesus fica no Templo escutando os doutores da Lei e fazendo-lhes perguntas. Não nasceu ensinado, foi descobrindo em cada pista, o seu caminho, a Vontade do Pai. Na agitação da vida e do mundo, facilmente nos perdemos no meio da multidão. Se somos o nosso próprio ponto de referência não conseguimos encontrar o caminho porque não há outros sinais que nos mostrem a direcção certa. Interroguemos pois os sinais que Deus nos apresenta.

Deixar uma resposta