Aborto

Para quem dizia que a legalização do aborto ia diminuir a necessidade de abortos, quero só dizer que os primeiros 5 meses do ano a taxa de abortos aumentou 23% em relação ao ano passado.

Só na Clínica dos Arcos, de Janeiro a Maio, foram feitos 2647 abortos. No hospital Amadora-Sinta, no mesmo período, foram feitos 633 abortos e na Maternidade Alfredo da Costa 615 (de Janeiro a Abril). Ainda por cima pagos com dinheiro dos contribuintes.

E as mulheres que abortam recebem subsídio de maternidade!!!!!

E ainda hoje ouvi alguém dizer que isso é natural por causa da crise.
Aí está o Aborto como mais uma solução de planeamento familiar, coisa que os seus defensores diziam que nunca iria acontecer.

Isto não pode ser considerado genocídio? Matar uma geração por razões egoístas?

Um pensamento em “Aborto

  1. Tenho que comentar porque esta é uma temática que me inflama particularmente!
    E como é que parece que ninguém vê isso?! Quanto mais não seja pela questão economicista, em ‘tempos de crise’, em que tanto se fala ‘do que é feito (ou não) com o dinheiro dos contribuintes’… … E ainda recebm subsídio de maternidade?! Como assim?! Dessa eu não sabia…
    Todas as vidas têm valor, igual valor, nem mais nem menos. Sou contra o homicídio. E rezo fervorosamente pelas mães que cometem estes ‘erros’, pelos que as ajudam e incentivam e pelas crianças que não nascem.

Deixar uma resposta