25 anos dos Acólitos de Fátima

acolitosjpg.jpg

O grupo de Acóitos do santuário de Fátima celebrou ontem o seu 25º aniversário, que contou com a participação dos actuais e antigos acólitos e seus familiares.

As comemorações começaram com a participação na missa das 11:00 no santuário de Fátima. Durante a homilia o Sr. reitor referiu-se ao acontecimento:

“Numa última palavra, gostaria de referir-me a uma efeméride que hoje assinalamos no Santuário de Fátima: o 25º aniversário do nosso grupo de acólitos, as suas bodas de prata.

Caros amigos, acólitos actuais ou nestes últimos 25 anos! Pertencer a este grupo foi e é um sinal da bondade de Deus para cada um de vós. Fostes chamados a uma relação de maior  e mais próxima amizade com Ele, presente de um modo sacramental e real na Eucaristia, em que exerceis o vosso ministério. O mesmo Jesus que vos convidou, espera uma resposta decidida e alegre da vossa parte.

Como sois todos muito jovens, procurai aproveitar bem a vossa juventude e vivei-a com entusiasmo e com ideais grandes; aprofundai a vossa fé e comprometei-vos a amar o Senhor com a vossa oração e a vossa a vida. Procurai dar sempre bom testemunho de Cristo junto dos vossos colegas e amigos, pois, sabendo que sois acólitos, eles esperam de vós palavras e atitudes condizentes.

Aproveito este momento para, diante desta grande assembleia de fiéis, vos dar os mais sinceros parabéns pela grande ajuda que nos dais; parabéns pelo bom serviço voluntário e generoso ao que prestais Santuário e a todos os que participam na liturgia que aqui celebramos. Que o Beato Francisco Marto, patrono dos acólitos portugueses vos proteja e interceda por vós junto de Deus.”

Depois do almoço realizou-se uma sessão solene na qual foi interveniente o antigo reitor Mons. Luciano Guerra, fundador do Grupo. Alguns dos antigos acólitos deram o seu testemunho, realçando a importância que teve para a sua vida a sua pertença a este grupo. Foram mostradas ainda algumas fotografias da história destes 25 anos. O Acólito-chefe de forma emocionada exortou os presentes acólitos a aprofundarem a sua vivência e testemunho.

Esta sessão solene terminou com as palavras do reitor P. Virgílio Antunes que reforçou o que disse na homilia, sobretudo a grande importância do Grupo para a vida do Santuário.

 

Deixar uma resposta