Arquivo mensal: Janeiro 2018

Programas de paginação

Qua programas usar para a paginação dos boletins paroquiais, e outras brochuras para as actividades pastorais das nossas comunidades cristãs e movimentos celestiais.

Desde os meus tempos de juventude o programa de referência para este tipo de trabalhos era o PageMaker, da Adobe: ainda tenho os CD’s da minha primeira versão legítima do pacote criativo da Adobe, comprada numa feira de informática em 2000 e dos updates subsequentes. Sempre foi o meu programa de eleição para publicações, guiões e tantos trabalhos de paginação que vou fazendo. Mesmo agora no Santuário continuo a usar o InDesign na sua versão de 2018, agora em versão de subscrição anual, paga pelo Santuário.

Mas sabendo que poucas são as paróquias ou instituições que podem sustentar este tipo de pagamento para poderem usar as capacidades deste programa fui à procura de alternativas equivalentes e mais baratas.

Para o sistema operativo MacOS, dos computadores da Apple descobri algumas alternativas baratas e que fazem o mesmo que o InDesign faz. Bem, não faz exactamente o mesmo, mas dadas as necessidades daqueles que precisam de fazer os boletins paroquiais e ouros trabalhos o género é bastante adequado.

Indico três programas, ambos disponíveis na App Store da Apple.

iStudio Publisher, (19,99) muito semelhante ao InDesign. Versão 1.3 de 14 de fevereiro de 2017.

Publisher Plus, (21,99€) muito semelhante ao Publisher da Microsoft. Versão 1.7.1 de 28 de outubro de 2016.

Swift Publisher, (21,99) semelhante ao Pages, mas com mais possibilidades de manipulação de texto e imagem. Versão 5.0.6 de 30 de novembro de 2017.

Andei a experimentar os iStudio Publisher e o Swift Publisher e pessoalmente prefiro o primeiro, que é mais complexo, mas tem mais possibilidades, mas entendo que para a maioria a abordagem mais simples de Swift Publisher e do Publisher Plus sejam mais atractivos. Uma limitação é que nenhum destes programas tem menus em português, mas os botões das tarefas são quase sempre auto-explicativos. Estes programas incluem também pacotes de «Clip Art» que podem ser adquiridos dentro do próprio programa.

aldusPM5

Desejo para 2018

O Faceboook não é a fonte da verdade nem garantia de verdade.

As redes sociais não são forma de governo das sociedades.

A realidade não são apenas os factos, mas também o seu contexto.