Arquivo da categoria: Tecnologia

Calendários Google

Para todos aqueles utilizadores de iPhones, iPads e computadores da Apple. Ou dito de outra maneira: para todos aqueles que usam aparelhos com o iOS ou o MacOS e que por isso usam a aplicação Calendário da Apple e que querem usar esta mesma aplicação para terem os calendários da sua conta Google há uma solução muito fácil.

É só ir a esta ligação do Google (que estranhamente não aprece indicado em lado algum dos Calendários Google) e que apresenta as definições de sincronização e depois é só escolher os que se desejam sincronizar.

GooSync

Dados 3G no iPhone

Mais uma adenda ao problema do tráfego de dados via 3G referido aqui.

Da Vodafone dizem que devo desligar o tráfego de dados 3G quando estou em local com Wi-Fi. Para além da irracionalidade de ter um smartphone que não funciona como smartphone ainda tem outro problema grave: o Visual Voicemail só funciona quando os dados móveis por 3G estão activados.

Por isso até ao dia 22 de Fevereiro não tenho acesso ao Visual Voicemail.

Em suma: tenho um iPhone sem as vantagens do iPhone.

Obrigadinho Apple e Vodafone.

iPhone

Começo a estar frustrado e farto de duas marcas que sempre tive como boas referencias: Vodafone e Apple.

Desde que o iPhone foi introduzido em Portugal tem sido o meu telemóvel, com o pacote mais básico sempre deu para as minhas necessidades, inclusive o tráfego de dados, para aceder à net, consultar os blogs e ver o e-mail. Os 500 Mb, e depois 600 Mb incluídos na assinatura mensal nunca foram excedidos. Mas depois de ter comprado o 4S e com a actualização para o IOS 6 rebentou a desgraça.

De repente, com o mesmo estilo de utilização os 600 Mb nao chegam para o mês, por vezes nem sequer para um terço. O mais ridículo é que esse tráfego em excesso acontece quase sempre durante a noite: entre as 00:00 e as 03:00. Sobretudo porque a Apple reconhece que mesmo estando presente numa rede Wi-Fi o iPhone nao se consegue conectar automaticamente e mantém a ligação por 3G. Antes o iOS não permitia fazer download de itens com mais de 12 Mb, mas agora essa restrição desapareceu. Ou seja um bug no sistema operativo cria imensas receitas para a operadora de telemóveis, que excelente sinergia. Sobretudo porque cada uma das empresas atira as culpas para a outra. O problema não é resolvido e os clientes continuam a perder dinheiro.

A solução da Vodafone? Andar a ligar e desligar constantemente o tráfego de dados. A minha solução? Largar a Vodafone e o iPhone.

Adenda (05/02/2013) – Na passada segunda feira estando numa rede Wi-Fi decidi fazer o update do iOS directamente para o iPhone. O que aconteceu foi que em vez de fazer o update por Wi-Fi fez o update pela rede 3G e assim queimei sem saber 531 Mb de dados.

Obrigadinho Apple e Vodafone.

Linkedin

Tenho recebido alguns convites de conhecidos para aderir à Linkedin, uma rede social para profissionais. É SPAM ou é mais uma rede social onde nos podemos perder e dispersar? Para que é que serve, quais são as vantagens? Alguém pode falar-nos das suas experiências.

LeiriaFatimaTV

Usando as potencialidades das novas tecnologias multimedia, com a ligação à rede mundial de comunicação (internet) a diocese de Leiria-Fátima tem já online uma plataforma de transmissão de reportagens video.

Foi criado um canal do YouTube chamado LeiriaFatimaTV que apresenta aquilo que de mais importante vai acontecendo na diocese de Leiria-Fátima.

Passem por lá e subscrevam, para poderem receber as actualizações e não perderem nada importante da nossa diocese.

Bíblia no iPad

Desde o início o iPhone e iPad apresentaram abundantes aplicações para ler a Bíblia, primeiro, no iPhone e no iPad. Mas eram versões em Inglês e o único texto português que podíamos encontrar em raras aplicações era a tradução de João Ferreira de Almeida, realizada nos finais do século XVII, na resão corrigida do Séc. XIX.

Mas agora já é possivel ter o texto numa tradução moderna.

A Sociedade Bíblica publicou recentemente uma tradução inteconfessional em linguagem corrente “A Bíblia para todos“, que a partir do dia 5 de Dezembro foi também disponibilizada para os iPhones e iPads, quer em versão de texto quer em versão de audio.

Recentemente a tradução dos Capuchinos começou a estar disponibilizada nestas plataformas móveis. Nesta altura está já disponível o texto do Novo Testamento, a partir da aplicação PocketSword, escolhendo depois o botão Transferências; Módulo CrossWire 1; Textos Bíblicos; Português; PorCapNT (é o texto no Novo Testamento).

Há também uma série de Livros de Banda desenhada chamada “A bíblia das crianças“, com várias traduções, uma delas em português. Tem alguns livros gratis.

Para este Natal são boas surpresas.

Confiança

Hoje a minha confiança na Apple foi restaurada um bocadinho.
Mas comecemos do início. Desde longa data, sou utilizador de equipamentos Apple, sempre com grande satisfação. Mas em Setembro começou o descalabro. Primeiro tive necessidade de substituir o carregador do meu MacBook Pro. O novo carregador trouxe um problema chato: para a bateria carregar era necessário retirá-lá e colocá-lá novamente no portátil. Nos fóruns de discussão da Apple outros se queixavam do mesmo problema. Levei o portátil e o carregador para a assitência, depois de analisado o problema disseram que a solução era trocar de bateria. Como o computador já tinha mais de dois anos lá acordei com o orçamento de mais de 150 euros. Então não é que quando recebi o computador e o liguei, pouco tempo depois tinha a informação de um update do sistema que corrigia o problema dos novos carregadores só carregarem a bateria depois de ter sido removida e colocada de novo no portátil.
Pouco tempo depois o meu iMac, com quase um ano, começa a desligar-se sozinho. Nova ida aos fóruns da Apple e encontro mais gente com o mesmo problema em modelos iguais ao meu. Assistência com ele, depois de um par de semanas o iMac regressou, mas continuava com o mesmo problema. Depois de 3 idas à assistência o problema ainda não está debelado, está agora de novo na assistência a ver se resolvem definitivamente o problema.
Há 3 semanas o meu iPhone desatou a crashar: quase uma vez por dia aparecia o sinal para ligar ao iTunes e restaurar o telemóvel. Sei que o iPhone já tem dois anos e meio, mas não tenho condições para trocar agora de telemóvel. Ainda por cima quando ele crashava, se o desligasse e tornasse a ligar e ficava a funcionar mas só com as aplicações nativas do iOS. Ontem na TBStore contei esta problema ao Pedro Aniceto acompanhado pelo Vasco Casquilho que me disse para restaurar o iPhone a partir de uma nova conta de utilizador, porque poderia ser alguma aplicação marada a provocar o problema.
Maravilha das maravilhas: decidi-me a restaurar de novo o iOS do iPhone mas sem instalar outras aplicações, somente as nativas do iOS, e não é que o raça do telemóvel agora está a funcionar sem problemas. Já não preciso de um telemóvel novo! Agora o problema é descobrir qual é a maldita aplicação que me fazia crashar o iPhone.
Obrigado Pedro e Vasco por restaurarem a minha confiança nos produtos da Apple.

iPad

Este é o meu primeiro post escrito a partir do meu iPad.

Tenho-o há uma semana e cada vez estou mais entusiasmado com ele. Permite-me fazer o que já fazia com o iPhone mas de forma mais fácil por causa do tamanho do écran e do teclado.

A aplicação do WordPress, agora na versão 2.6.3, já funciona, mas a escrita tem um bocado de arrasto. É que não gosto de escrever as entradas do blog no browser da web. E não sei como por aqui links.

Voltando ao iPad, nele já tenho todos os livros litúrgicos em PDF. Falta-me é uma Bíblia católica em português porque o site da Bíblia dos Capuchinhos na net não é plenamente satisfatória. A versão, católica, em inglês da Bíblia só existe no tamanho do iPhone, o que dá pouco jeito para ver no iPad. Também falara a versão em português do iBreviary.

As aplicações da revista Visão e do jornal Publico estão boas.

Experimentei fazer um e-book a partir do livro anual do Santuário mas por causa das tabelas do calendário litúrgico desisti e acabei por fazer uma versão em PDF que podem descarregar do site do Santuario.

iPad

No sábado começou-se a vender o iPad nos Estados Unidos.

Ainda não sei quando vai estar disponível em Portugal, mas, como disse aqui, eu quero um. As suas capacidades de arquivo de ficheiros e de leitor de livros digitais e , o seu tamanho e a possibilidade de levar uma capa tornam-no capaz de ter toda a biblioteca de livros litúrgicos em português e estrangeiro num pequeno aparelho.

Nas minhas funções de Mestre das Celebrações Litúrgicas no Santuário de Fátima é habitual saltar entre vários livros numa única celebração ou fazer um missal próprio para cada celebração que possa intregrar todos os elementos necessários: orações em português e em latim, a música das partes cantadas. Por vezes alguns textos noutras línguas. Tantas são as vezes que é conveniente colocar todo o texto seguido para maior facilidade de execução da celebração.

Faço aqui um apelo para que as editoras católicas saibam aproveitar esta oportunidade para levarem as suas edições mais longe. E com os programas de edição digital que as gráficas usam é fácil transpor qualquer livro para o formato e-book (digital). Imaginem ir numa peregrinação a Lourdes, ou à Terra Santa ou mesmo a Itália e ter num pequeno aparelho que apenas pesa 700 gramas a edição típica do Missal Romano, os 8 Leccionários e os 3 livros da Oração Universal, para não falar da Bíblia, da Liturgia das Horas, do Ritual das Bênçãos, os Documentos do Concílio vaticano II e o Catecismo da Igreja Católica. E ainda cabe o Enchiridion Symbolorum et Definitionum “Denzinger-Schönmetzer” as Actas da Sé Apostólica (AAS), a Suma Teológica e todos os outros livros que possamos colocar lá dentro.

Imaginem 2000 anos de história e teologia católica ali à mão!

E porque não uma aplicação para a gestão da paróquia: registos paroquiais, registo de donativos, administração paroquial? E um catecismo interactivo para as crianças mais novas, com desenhos, gráficos animados, vídeos, texto.

Um mundo de possibilidade se abre para nós. Assim como a Igreja soube aproveitar ao longo da sua história a melhor tecnologia disponível no seu tempo, que nós não sejamos hoje acusados de desperdiçar os talentos que Deus nos dá.

Teologia

Um desafio para os próximos anos.

Trazer a teologia para a web. Usar as ferramentas da WEB 2.0 para divulgar a teologia. Discutir e estudar as ciências divinas com o auxílio e potencialidades da rede mundial.

Teologia e comunicação passa também por aqui.

Twitter eclesial

Aqui está uma lista dos twetters eclesiais:

@padrechico

@agenciaeclesia

@diocesealgarve

@cristojovem

@pauloadriano

@diocesedelamego

@capuchinhos

Esta vista vai sendo acrescentada pouco a pouco.

Congressos

Acabo de terminar o esqueleto da base de dados em Filemaker para os congressos que habitualmente fazemos aqui em Fátima.

Agora é só acrescentar os campos necessários, para além dos básicos já criados, e acrescentar novos modelos. Deu-me um bocado de trabalho a definição de um layout específico para cada congresso, que apresente apenas os inscritos nesse congresso, mas com os “script trigers” do Filemaker acabou por ser muito fácil.

Blogo

Descobri hoje uma nova ferramenta para edição do meu blog.
O programa chama-se Blogo. Desenhada para macintosh permite a edição nos diversas sistemas de blogging disponíveis. A utilização é mais simples, aparentemente. Vou usar durante uns tempos para ver como me safo.


Apple

A minha sobrinha de oito anos por estes dias e usando a câmara do iMac gravou uma mensagem de video e mandou-a por mail para o pai. Tudo com os programas nativos e sem ninguém que lhe dissesse como fazer.

Acho que está tudo dito acerca dos computadores da Apple.

Breviário

A Igreja desde sempre tem adoptado os meios mais modernos para o anúncio da mensagem de Jesus. Os novos telefones são cada vez mais instrumentos com muitas potencialidades, os BlackBerry, o iPhone e outros do mesmo género tornam-se bons instrumentos para nós. Desde a possibilidade de consultar diversos sites a partir do telemóvel, surgem versões da bíblia, agendas litúrgicas e inclusive o breviário. Um programa para o iPhone e iPod Touch chama-se iBreviary. É pena estar só em Italiano.

Quanto às bíblias disponíveis é pena encontrarmos apenas a versão de João Ferreira de Almeida.

Faço um apelo aos capuchinhos para disponibilizarem a sua tradução neste formato. Não me importava de gastar 9 euros para ter a bíblia dos capuchinhos no meu iPhone. Com os novos modos de edição digital não deve ser difícil passar os textos para formatos móveis.