Arquivo de etiquetas: Igreja

Você na TV

Mais uma triste participação dos representantes da Igreja Católica num programa de TV, agora sobre a diminuição da prática religiosa.

Como é que o porta-voz da Conferência Episcopal tem tão pouco jeito para a comunicação eficaz da doutrina da Igreja?

Limitou-se a enrolar, a querer agradar a gregos e troianos e prestou um mau serviço à Igreja.

Bastava dizer: somos livres de pertencer à igreja, mas quem quer ser cristão tem se seguir Cristo na radicalidade do seu chamamento, tem que lhe dizer sim sem contemporizações. É preciso assumir a responsabilidade de ser cristão. Como é que alguém pode ser educador da fé cristã sem viver essa mesma fé?

Que Igreja somos

Ates da Sua Ascenção Jesus deixou uma ultima recomendação aos Apóstolos: “Ide pelo mundo inteiro, proclamai o Evangelho a toda a criatura. Quem acreditar e for baptizado será salvo.” (Mc 16, 15-16)
Ultimamente parece que nos esquecemos que a nossa missão, como discípulos de Jesus Cristo, é anunciar o Evangelho a quem não acredita. Não podemos por isso refugiar-nos dentro das nossas muralhas para nos protegermos dos males do mundo e das suas perseguições. Não podemos regressar a um tradicionalismo litúrgico que afaste as pessoas de um encontro pessoal e real com Jesus.
O que mais me escandalizou aqui à tempos em que assisti a uma missa tridentina, e digo assisti porque não consegui encontrar forma de participar activamente, foi ver o padre, de costas para nós, inclinado sobre os dons do pão e do vinho a recitar a Oração Eucarística em silêncio.
É necessário abrir-mo-nos ao Mundo para lhes poder falar de Jesus, para lhes mostrar a Graça de Deus; foi isso que fizeram os Apóstolos depois do Pentecostes: eles não ficaram dentro do cenáculo a relembrar e viver a comunhão com Cristo, protegidos do mundo pelas paredes numa comunidade perfeita e perene.
O tema do próximo ano pastoral da Diocese de Leiria-Fátima é tornar os cristãos sinais de Cristo na sociedade, e não podemos fazê-lo se estivermos fechados dentro dumas muralhas como um “Álamo”. Temos de abir as portas para podermos sair ao encontro dos irmãos e para que eles possam entrar na Casa do Pai.

Rádio Católica

Todos sabemos o peso que a Rádio Renascença tem na paisagem audiovisual portuguesa. É a rádio com mais audiência, que conta com 4 canais diferentes, cada uma com um público alvo bem definido e que se orgulha de apresentar o título de emisora católica portuguesa.

Ora aqui está o meu problema com a Rádio Renascença. Por aquilo que ouço na dita rádio não é uma rádio católica. Pode ser uma rádio de inspiração cristã, mas não é rádio católica, ou seja ao serviço da evangelização e testemunha de Jesus.

Um amigo perguntou-me se queria que a Renascença se transformasse numa Rádio Maria, a transmitir constantemente missas e terços, com audiências residuais e a dar prejuízos constantes. Não quero.

Por outro lado não são os 5 minutos da oração da manhã, o angelus ao meio-dia, o terço às 18:30, a pequena meditação antes da meia-noite e a missa aos domingos que completam a sua condição católica.

É triste para um católico ouvir da boca do director de programas da Renascença dizer que o primeiro objectivo é ter audiências e no meio da programação introduzir algo de católico, mas sempre de maneira que não afaste ou ouvintes.

E depois olhamos para a página online da Rádio Renascença e não vemos uma única referência a Jesus Cristo ou ao catolicismo ou à Igreja.

Faltam programas onde se debatam os temas da vida social numa perspectiva cristã, onde se entrevistem pessoas ligadas à Igreja que possam dar testemunho da sua fé, onde se possa fazer anúncio e apresentação de livros sobre a fé cristã, onde a cultura popular possa ser abordade de uma perspectiva dos valores sem ser apenas o estilo de promoção que se faz noutras rádios.

Que não se limitem a passar as playlists impostas pelas editoras de música, mas que se divulgue a música evangélica e evangelizadora.

Isto traz diminuição de receitas. É natural, mas se o Grupo RR tem quatro rádios: Rádio Renascença, RFM, Mega FM e Rádio Sim, podem manter os três últimos canais como estão e tornar a Rádio Renascença numa verdadeira Emisora Católica Portuguesa, que se distinga das outras rádios.

Eu não vejo diferença substancial neste aspecto entre a Rádio renascença e a Antena 1.

Twitter eclesial

Aqui está uma lista dos twetters eclesiais:

@padrechico

@agenciaeclesia

@diocesealgarve

@cristojovem

@pauloadriano

@diocesedelamego

@capuchinhos

Esta vista vai sendo acrescentada pouco a pouco.